Páginas

quarta-feira, 20 de março de 2019

AS VIVANDEIRAS DO PALÁCIO JENIPAPEIRO





A Proposta de Emenda à Constituição n° 33, de 2017 que altera a Constituição Federal para vedar as coligações partidárias nas eleições proporcionais, estabelecer normas sobre acesso dos partidos políticos aos recursos do fundo partidário e ao tempo de propaganda gratuito no rádio e na televisão e dispor sobre regras de transição aprovado em dois turnos na terça-feira 3 de outubro de 2017 fez alguns membros do Diretório de PT de Maracanaú traçar nova estratégia para continuarem mamando nas tetas da prefeitura de Maracanaú.

Alguns membros do diretório do PT de Maracanaú já ensaiam um novo golpe para permanecerem nas tetas da prefeitura de Maracanaú. Desta vez pretendem trazer para o partido dos trabalhadores figurinhas carimbadas da gestão.

Sem ideologia partidária alguns membros do diretório do PT de Maracanaú pretendem continuar servindo a Roberto Pessoa (PSDB), e desta forma garantirem seus empregos na prefeitura de Maracanaú. O diretório do PT de Maracanaú como a maioria dos partidos que servem a gestão de Maracanaú tem empregos generosos na administração. A maioria dos membros do Diretório do PT de Maracanaú se abrigam na Secretaria de Juventude comandada pelo Secretário de Juventude e ex-vereador Daniel Baima (PT), mas tem membros na Secretaria de governo.


Eles têm o diretório do PT nas mãos e em troca de empregos na gestão fazem do PT de Maracanaú mercadoria de barganha. Alguns nem votam nos candidatos do PT, até se filiariam ao PSDB se a gestão garantisse seus empregos. Muitos deles como membros do diretório do partido tinham como uma questão ética e partidária ter votado no candidato do PT a presidente nas eleições passadas, mas resolveram apoiar o candidato do PDT Ciro Gomes, além de mostrarem seu apoio a Fernanda Pessoa (PSDB). Eles são mercenários vestidos de vermelho.







segunda-feira, 18 de março de 2019

MARANGUAPE: SEM EPIs E TREPADOS EM MONTANHAS DE LIXO, GARIS ARRISCAM A VIDA.




Trepados em cima de montanhas de lixo na carroceria de caminhões, sujeitos a quedas e expostos a agentes contaminantes e perfuro-cortante estes profissionais da limpeza pública de Maranguape seguem ariscando a vida.




Sem o uso de equipamento de proteção individual (EPIs), os profissionais que trabalham na limpeza pública de Maranguape ficam expostos a doenças.

Expostos a matérias orgânicas em decomposição e perfuro-cortante como vidros e ferros, esses trabalhadores que trabalham sem o uso dos EPIs necessários correm uma série de riscos.

Veja a lista de alguns EPIs que os profissionais da limpeza pública deveriam usar diariamente no exercício do trabalho:

Luva de proteção;

Botinas de segurança;

Máscaras de proteção;

Protetor auricular e

Uniforme

Além da prefeitura ter a obrigação de garantir o fornecimento de EPIs aos garis, a população deve se conscientizar do risco que corre os garis ao manusear o lixo doméstico. Objetos como vidros em geral são extremamente perigosos para os garis na hora do manuseio do lixo, estes objetos devem ser acondicionados em embalagens resistentes para proteção do profissional de limpeza urbana.


sexta-feira, 15 de março de 2019

MPCE DEFLAGRA OPERAÇÃO PIRANJI II QUE CUMPRE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO EM MARACANAÚ




O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (14/03), a Operação Piranji II. Estão sendo cumpridos 36 mandados de prisão preventiva e 43 mandados de busca e apreensão contra membros de uma organização criminosa com atuação na Região Metropolitana de Fortaleza e no Litoral Leste do Estado.



Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Fortaleza, Pindoretama, Cascavel, Beberibe, Maracanaú; no município de Baraúna, no estado do Rio Grande do Norte; bem como no sistema prisional. Também estão sendo cumpridos mandados de busca, apreensão e prisão preventiva na residência e escritório de uma advogada suspeita de estar ligada à organização criminosa, em Fortaleza. Os nomes dos investigados não podem ser divulgados pelo fato de a investigação ainda estar em sigilo...


Mais detalhes: FONTE: MPCE

quarta-feira, 13 de março de 2019

QUEM DEDUROU VITAL PINHEIRO POR MIL REAIS E UM PONTO COMERCIAL?



Se a denuncia for verdade precisamos saber qual foi o político maracanauense que pagou pelo áudio de Vital Pinheiro com uma permissão pública para explorar um ponto comercial na recente inaugurada obra da prefeitura!




Quem novamente entregou Vital Pinheiro, o menino do vereador Capitão Martins (PR)? O Satanás já tinha entregado Vital Pinheiro ao “líder maior” no caso de Brumadinho, cominando com a exoneração do menino do capitão.

Desta vez Vital Pinheiro usa as redes sociais para novamente denunciar que foi caboetado, e o caboeta teria recebido R$ 1.000,00 (mil reais) e um ponto comercial para vender tapiocas em uma obra recentemente inaugurada.

Recentemente, mais preciso no dia 11 de março de 2019 a prefeitura de Maracanaú inaugurou a Praça Culinária Dona Mariquinha e Praça José Augusto no centro de Maracanaú. A Praça culinária conta com 5 pontos para vender tapiocas e fica localizado na Rua Manoel Pereira.



A informação de Vital Pinheiro que um dos pontos teria sido presenteado a uma pessoa em troca de um áudio seu confidencial a pessoa beneficiada pelo ponto comercial deve ser apurada pelo Ministério Público e também deveria ser fiscalizado pelos vereadores de Maracanaú, isto sabemos que não irá acontecer!

Todo credenciamento de permissionários para exploração de serviços públicos deve ser objeto de um processo legal!

Vamos consultar o Ministério Público mais uma vez e outros órgãos de controle externo!



sexta-feira, 8 de março de 2019

CÂMARA MUNICIPAL DE MARACANAÚ: BOBO$, ABOBADO$ E ESPIÕE$




No dia 06 de março de 2019 Maracanaú completou 36 anos de emancipação e em 2020 completará 16 anos sobre a oligarquia Roberto Pessoa/Firmo Camurça (PSDB). Nós o povo não temos muito que comemorar, a não ser aqueles que enriqueceram no serviço público municipal neste período.

Durante os últimos anos de emancipação de Maracanaú a Câmara Municipal foi palco de falta de seriedade nas maneiras requerida para exercer o cargo de edil. Olha que eu nem vou falar de homens e mulheres que ocupara a presidência daquela casa e foram acusados de má conduta durante o cargo.

O primeiro caso é da comédia pastelão protagonizada pelo ex-vereador Raimundo Travassos (PMDB) e o ex-secretário de meio ambiente de Maracanaú Marcos Vieira. O episódio se encontra registrado nos anais da câmara municipal de Maracanaú. Veja abaixo:



Mais arrepiante e nociva temos o caso do ex-vereador Antônio Wilson, mais conhecido pelo apelido de Betel. A empresa Peniel Serviços Odontológicos LTDA e a licitação de 800 (oitocentos) dentaduras adquiridas pela prefeitura, que jamais chegou a quem deveria. O caso foi denunciado por ex-assessores parlamentares inconformados com um esquema, onde o vereador ficava com a maior parte do salário dos assessores, e estes em troca não precisavam pisa na câmara municipal de Maracanaú para trabalhar.



As sessões da Câmara Municipal de Maracanaú são dotadas de pérolas proferidas por alguns vereadores, estes também tem o poder de mandar o prefeito exonerar os funcionários públicos terceirizados que se manifeste nas redes sociais contra a gestão, ou seus pensamentos. Enquanto isso, eles vão preenchendo o tempo das sessões com requerimentos linguiças.

A exoneração de um funcionário terceirizado a pedido de um vereador deixou certos vereadores confiantes ao ponto de fiscalizarem as redes sócias em busca das postagens dos cargos comissionados, sejam estes colocados na prefeitura na sua conta, ou na conta de qualquer outro vereador. A caça ditatorial foi aberta , e até mesmo quem posta posições contrárias ao presidente Bolsonaro está na mira.

Resta saber se o esquema, onde o vereador ficava com parte dos salários dos assessores continua!




quinta-feira, 7 de março de 2019

QUEM SALVARÁ O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE MARACANAÚ ?




No trigésimo sexto aniversário de emancipação de Maracanaú, destes 16 anos se completará com a oligarquia Roberto Pessoa/Firmo Camurça (PSDB) se reversando a frente da gestão municipal. O que aconteceu com o instituto de previdência municipal nestes últimos anos? o servidor municipal precisar saber!

Por que a Câmara Municipal de Maracanaú não promove uma audiência pública em conjunto com o Ministério Público Estadual para discutir a situação do Instituto de Previdência do Município de Maracanaú (IPM)? A autarquia passa por sérios problemas financeiros que põe em risco o futuro dos atuais servidores públicos que precisarão se aposentar.

Em 2012 foi realizada uma auditoria pela Receita Federal do Brasil um, onde o município de Maracanaú foi autuado quando os auditores concluíram que as verbas Previdenciárias destinadas ao Regime Próprio de Previdência Privada (RPPS) em extinção teriam sido desviadas para o Tesouro Municipal.

O Ministério Público Estadual apurou no Inquérito Civil Público que o Regime Próprio de Previdência do Município de Maracanaú foi criado em 30/06/2009, através da Lei 1.429/09, sendo iniciada sua extinção em 26/12/2011 pela Lie Municipal nº 1.776/2011.

Após a extinção a Prefeitura Municipal de Maracanaú transferiu para a conta municipal PMMC RPPS EXTINÇÃO (BB Ag. 3302-2, c/c 49.187 o saldo de RS 31.577.898,42 (trinta e um milhão, quinhentos e setenta e sete reais, oitocentos e noventa e oito centavos) tudo conforme a lei.

Todavia o município de Maracanaú contrariando a lei segundo o Mistério Público Estadual, o município de Maracanaú realizou posteriormente transferências bancárias para várias contas da Prefeitura de Maracanaú, totalizando o valor de R$ 18.103.944,02 (dezoito milhões, cento e três mil, novecentos e noventa e quatro reais e dois centavos) Em suas defesas, os ex-gestores alegaram que foi realizado pagamento de débitos com o INSS, o que segundo eles não seria vedado pela lei.

Ocorre que os débitos liquidados são do próprio município e não do RPPS, não justificando, pois a utilização dos recursos a este vinculado.

Em suma o Ministério Público Estadual acusa a Prefeitura de Maracanaú de transferência indevida de recursos vinculados ao fundo próprio de previdência dos servidores públicos de Maracanaú para contas diversas do Tesouro Municipal, desvinculadas do RPPS em extinção na época, sendo este ato passível de responsabilidade civil criminal.

O Ministério explica os recursos do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos Municipais não são do município e nem passam a ser com a simples extinção da pessoa jurídica que administra.

Além da Receita Federal, o Instituto de Previdência de Maracanaú (IPM) passou por uma auditoria promovida pelo Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCECE) que detectou várias irregularidades, também deve ser explicada a construção de moradias com verbas do IPM de Maracanaú.

As entidades representativas dos servidores públicos municipais de Maracanaú: Sindicato dos Servidores Municipais (SISMA) e o Sindicato Unificado dos Profissionais em Educação no Município de Maracanaú (SUPREMA) poderiam provocar uma audiência pública na Câmara Municipal de Maracanaú, convidando o Ministério Público Estadual do Ceará (MPECE) e o presidente do IPM de Maracanaú, este para explicar a atual situação financeira do IPM de Maracanaú.

(Recentemente o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Itapagé) na Câmara Municipal de Itapagé, audiência pública para tratar do déficit de mais de R$ 10.000.000,00 na Caixa de Aposentadoria e Pensão dos Servidores Públicos de Itapagé (CAPESI). A situação deficitária destes órgãos de previdência põe em risco o futuro dos atuais servidores públicos que precisarão se aposentar através dela.

E ai, senhores vereadores vão encarar uma audiência pública para explicar a atual situação do Instituto de Previdência de Maracanaú?


MAIS DETALHES

sexta-feira, 1 de março de 2019

COMUNIDADE DA CIDADE NOVA: NÃO FOI A GENTE QUE SE MUDOU DE CIDADE.





Reunidos hoje (01/03/2029) pela manhã em frente ao posto de saúde do Bairro cidade Nova, comunidade reivindica atendimento.Nas palavras da líder comunitário Vanessa Gomes não foi a comunidade que se mudou de bairro, e sim a administração dos serviços públicos.´Na verdade a administração dos serviços públicos foi que mudou de administradores.



A divisão territorial aprovada com a sanção da Lei de nº 16.821 de 9 de janeiro de 2019 pelo Governador do Estado do Ceará Camilo Santana (PT) trouxe problemas nas áreas de educação e saúde para as comunidades envolvidas no novo redimensionamento.


Mapas dos novos limites de Maracanaú:

FONTE


Na educação, logo no início do ano de 2019 tiveram problemas para realizar as matriculas dos seus filhos. Quando a lei 16.821 foi sancionada automaticamente ela atualizou os limites intermunicipais das cidades envolvidas. Pela nova divisão, nove escolas de Maracanaú passaram para Fortaleza, e duas de Fortaleza para Maracanaú. Somente no bairro Cidade Nova quatro escolas foram afetadas: Escola Maria Rochelle da Silva; Durval Aires (escola e anexo) e Maria Marques Cedro e Heitor Villa Lobos.

Hoje dia 01 de março de 2019 passado quase dois meses da aprovação da Lei de nº 16.821 de 9 de janeiro de 2019 pelos deputados estaduais e sua sanção pelo governador Camilo Santana comunidade afetada diretamente com a aprovação da lei sofre na hora de buscar atendimento de saúde.

O posto de saúde que antes da aprovação da lei ficava no território de Maracanaú, hoje está localizado no território de Fortaleza, mas a população de Maracanaú que hoje é de Fortaleza não é atendida pelo posto de saúde.



Os deputados estaduais aprovaram a lei dos novos limites e o governador Camilo Santana (PT) sancionou, mas a população ficou sem serviços fundamentais estabelecidos na Constituição Federal de 1988, que no seu Art. 6º, estabelece como direitos sociais fundamentais a educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância.



quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

SOMENTE UM CASO FORTUITO TIRA ROBERTO PESSOA (PSDB) DA DISPUTA EM 2020




Nascido em Fortaleza no dia 21 de abril de 1943, Roberto Pessoa (PSDB) está preste a completar 77 anos e já não tem todo o vigor de outrora para está viajando de Fortaleza a Brasília no cumprimento do mandato de deputado federal, mas ele é o único que uni o grupo político que domina Maracanaú nos últimos anos.

Tendo na bagagem quatro eleições majoritárias em Maracanaú, quando governou a cidade no período de 1º de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2012, ele é o grande articulador e ícone maior nas duas vitórias seguintes de Firmo Camurça (PSDB). Roberto Pessoa também foi deputado federal por três vezes consecutivas, durante o período compreendido entre 1º de fevereiro de 1995 a 31 de dezembro de 2004 e deputado estadual nos períodos de 1991 a 1995.

Há quem diga que o desejo de Roberto Pessoa (PSDB) era ter se lançado candidato a deputado estadual em 2018, devido o cansaço natural que a idade carrega, mas a intriga com a Deputada Federal Gorete Pereira (PR) fez com ele disputasse o cargo de deputado federal.

Roberto é o grande articulador e o grande nome da situação, que tem na sua candidatura em 2020 para disputar a eleição para prefeitura de Maracanaú à responsabilidade de manter o grupo junto, mas não unido!

A ambição de novos vereadores que veem em uma decisão natural que afaste Roberto Pessoa (PSDB) da eleição de 2020, a grande oportunidade para que aqueles se lancem como o nome da situação para prefeitura de 2020. Ainda existem os velhos vereadores, que até acham que tem condições de concorrerem à prefeitura de Maracanaú, mas não têm coragem de desmamarem das tetas da prefeitura.

Um nome da situação que apareceu nas redes sociais com boa aceitação foi o da ex-vereadora Margareth Rose Soares Campos, esposa do vereador Capitão Martins (PR) e assessora do gabinete parlamentar da deputada estadual Fernanda Pessoa, mas o acordo entre as duas oligarquias que comanda Maracanaú nos últimos anos parece não aprovar seu nome, preferindo a chapa Roberto Pessoa e Neton Lacerda.



Enquanto isso, os mais ambiciosos e malignos nomes da situação parecem sonhar com uma situação natural que afaste Roberto Pessoa da disputa das eleições majoritárias de 2020 em Maracanaú.








sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

EX-PRIMEIRA-DAMA VAI AS REDES SOCIAS COBRAR RESPONSABILIDADE DO PREFEITO FIRMO CAMURÇA (PSDB)




A ex-primeira-dama de Maracanaú Kamile Freitas foi às redes sociais se queixar que o Prefeito Firmo Camurça (PSDB) não vem cumprindo com as suas obrigações de genitor com o filho que os dois tiveram no casamento que durou 11 anos. Esta não é a primeira vez que uma ex-primeira-dama e esposa do atual prefeito se queixa em redes sociais de obrigações financeiras não horadas pelo atual prefeito.




Quando um pai pobre deixa de cumprir com as suas obrigações com o filho, mesmo que este esteja desempregado sem condições de arcar com a responsabilidade, ele vai preso, mas o prefeito Firmo Camurça (PSDB) não pode se queixar de suas condições financeiras para negar amparo ao filho.


A crise financeira não atingiu o Prefeito de Maracanaú José Firmo Camurça Neto, que em 2016 recebia de vencimentos o valor líquido de R$ 11.391,10 (onze mil e trezentos e noventa e um real e dez centavos) e teve entre os anos de 2012 a 2016 seu patrimônio aumentado em 325%.



Em 2012 o atual prefeito de Maracanaú declarou a Justiça Eleitoral o patrimônio de R$ 183.000,00 (cento e oitenta e três mil reais), e em 2016 o valor declarado foi de R$ 562.525,04 (quinhentos e sessenta e dois mil, quinhentos e vinte e cinco reais e quatro centavos).




Para quem foi encontrado com confissões de dividas dentro dos cofres dos responsáveis por comandar o maior esquema de corrupção do Ceará acontecido nas terras das maracanãs. Hoje Firmo Camurça passa muito bem financeiramente , obrigado! Só no cofre de um dos ‘cabeças’ de comandar o maior escândalo de corrupção de Maracanaú (Carlos Eduardo Bandeira de Mello), a polícia encontrou duas confissões de dívidas no valor de R$ 500.000,00 e R$ 400.000,00 totalizando R$ 900,000,00 (novecentos mil reais), além de várias promissórias no cofre do outro operador Cléber Uchôa Cunha, que segundo o ministério publico era o outro 'cabeça' no esquema criminoso. Quem contrai dívidas é de de se esperar que tem com que pague.





A ex-primeira-dama Kamile Freitas, também se queixa que o atual prefeito Firmo Camurça (PSDB) em detrimento do seu filho sustenta a sua atual companheira, inclusive presenteando-a com um carro. Na verdade, Firmo Camurça criou um cargo comissionado para a jovem, e quem sustenta é a população de Maracanaú, além do mais o prefeito poderá responder por crime de improbidade administrativa, isso configura nepotismo.

Vejamos o que diz a sumula 13 do Supremo Tribunal Federal:

A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.





quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

MARACANAÚ: TCECE DETERMINA QUE SEJA SUSPENSO CONTRATO NO VALOR DE MAIS DE R$ 12 MILHÕES PARA APURAR FALHAS NO EDITAL




O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCECE) emitiu ordem para que a Prefeitura de Maracanaú suspenda imediatamente, o Edital da Concorrência Pública n.º 10.015/2018-CP, promovido pela Comissão Central de Licitação, no valor global de R$ 12.673.979,76. O certame tem como objeto a contratação de empresa para a execução dos serviços de coleta e transporte e destinação final dos resíduos sólidos domiciliares, serviços de saúde, especiais e recicláveis, e educação ambiental em Maracanaú.



O valor da licitação n.º 10.015/2018-CP suspensa pelo TCECE que é de R$ 12.673.979,76 e superior em R$ 2.724.959,49 a do ano anterior que foi de R$ 9.949.020,27, sabendo que com o novo redimensionamento perdemos áreas e a população diminuiu, mesmo assim poderemos pagar mais pela coleta sistemática!



A Comissão de Licitação da Prefeitura de Maracanaú no Instrumento Convocatório Concorrência Pública Nº ’10.015/2028-CP informa que a licitação na modalidade CONCORRÊNCIA PÚBLICA, julgamento do tipo MENOR PREÇO GLOBAL e CONTRATAÇÃO MEDIANTE EXECUÇÃO INDIRETA, NO REGIME EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL, sendo o setor interessado a SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA, mediante as condições estabelecidas no presente Edital seguiu os conformes da Lei n° 8.666/93, alterada e consolidada, e demais legislação complementar em vigor, mas não foi isso que o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCECE) e as empresas participantes do certame Construtora Monte Cristo, ART & TEC PROJETO E LOCAÇÕES DE MÁQUINAS LTDA - ME, LITUCERA LIMPEZA e ENGENHARIA LTDA e WF Projetos e Cálculos LTDA entenderam, conforme documentos abaixo de impugnação:






A impugnação do certame pode nos revelar muito mais coisas, do que sonha a nossa vã filosofia!

FONTE: TCECE