Páginas

domingo, 15 de setembro de 2019

PODE CHEGAR A TRÊS MILHÕES DE REAIS, O CONTRATO ENTRE A SUED E A PREFEITURA DE PACATUBA




2019

Em 2019 a prefeitura de Pacatuba contratou a SUED através da LICITAÇÃO Nº 2017.02.20.001 pelo valor limite de R$ R$ 1.680.547,20 (um milhão seiscentos e oitenta mil, quinhentos e quarenta e sete reais e vinte centavos), até o momento já foram pagos R$ 291.648,00 (duzentos e noventa e um mil seiscentos e quarenta e oito reais). O objeto da licitação foi à prestação de serviços de transporte escolar para atender aos alunos da rede de educação infantil, ensino fundamental e médio, no MUNICÍPIO DE PACATUBA.



É importante frisar que não houvera concorrentes nesta licitação, somente a SUED se habilitou.



2018

Em 2018 a SUED LOCAÇÕES E COMÉRCIO EIRELI-EPP prestou serviço de transporte escolar para atender aos alunos da rede de educação de ensino médio do município de Pacatuba. O valor pago no ano de 2018 foi de R$ 1.261.534,40 (um milhão duzentos e sessenta e um ml, quinhentos e trinta e quatro reais e quarenta centavos).



Outra vez sem concorrentes:


2017:

Em 2017 a licitação nº Número: 2017.02.20.001 foi de R$ 1.305.477,60 (um milhão trezentos e cinco mil, quatrocentos quatrocentos e setenta e sete reais e sessenta centavos). O objeto foi o transporte dos alunos do ensino fundamenta e médio,



Novamente sem nenhum concorrente:


2019 - R$ 291.648,00

2018 - R$ 1.261.534,40

2017 - R$1.305.477,60

Total - R$ 2.858.660.00

O valor dos três anos d contrato da SUED com a Prefeitura de Pacatuba que já soma 2.858.660.00 (dois milhões oitocentos e cinquenta e oito mil e seiscentos e sessenta reais) pode ultrapassar a casa do R$ 3.000.000,00 ( três milhões) antes do final do ano de 2019.








sábado, 14 de setembro de 2019

O DIA EM QUE A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE MARACANAÚ CONTRATOU UM ÔNIBUS A EMPRESA SUED PARA DAR DUAS VOLTAS AO MUNDO




Sabendo que a linha do Equador é uma linha imaginária responsável pela divisão do globo terrestre em dois hemisférios, ela possui extensão de 40.000 quilômetros, presente em toda a circunferência da Terra, passa pelo trecho centro-meridional da América, pela porção central da África e pelo extremo sul da Ásia. Foram 85 mil Km contratado, o total da quilometragem contratada daria para dar duas volta em torno da terra.

Você sabia que em 2013, a Prefeitura de Maracanaú através da licitação 08.003/2013-PP/2013, contratou a empresa SUED, hoje investigada pelo MPECE pelo valor estimado de R$ 307.955,00 (trezentos e sete mil novecentos e cinquenta e cinco reais). O objetivo foi o transporte eventual de alunos em atividades extra classe e em eventos de grande porte, promovidos pela Secretaria de Educação, de interesse da Secretaria de Educação do Município de Maracanau-Ce.

Nas especificações do edital, o ônibus teria que ser do tipo semi-leito, com capacidade para 46 passageiros sentados, com ou sem ar condicionado, com motorista devidamente habilitado e uniformizado, com combustível, seguro total contra danos materiais e à terceiros, em conformidade com as especificações do código nacional de trânsito, o veículo teria que está perfeito estado de conservação, devidamente vistóriado pelos órgãos competentes, com o ano de fabricação e no máximo 05 (cinco) anos.

Foram 85 mil Km contratado, o total da quilometragem contratada daria para dar duas volta em torno da terra.



sexta-feira, 13 de setembro de 2019

CONTRATOS ENTRE A EMPRESA INVESTIGADA (SUED) PELO MPECE E A PREFEITURA DE MARACANAÚ ULTRAPASSA A CASA DOS R$ 10 MILHÕES.




Terça-feira dia 10 de setembro de 2019, o Ministério Público Estadual do Ceará junto com a Delegacia de Repreensão ao Crime Organizado (DRACO), Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) e Polícias Civil acompanhados pelo Promotor Público Manoel Epaminondas cumpriram os mandados na sede do Legislativo municipal em Maracanaú, na Grande Fortaleza, em residências particulares e em sedes de empresas.

A Operação Fantasma apura "suposta contratação de servidores fantasmas na Câmara Municipal, bem como suspeita de desvio de recursos da remuneração de servidores daquela Casa Legislativa". Já a “Operação Sued” investiga esquema de lavagem de dinheiro. A empresa SUED é um anagrama da palava Deus.


A empresa investigada na “Operação SUED” é a empresa SUED que supostamente pertence ao Presidente d Câmara Municipal de Maracanaú e tem com Sócio proprietário, o suposto “laranja” Midleton de Brito Saunders.


A empresa SUED, investigada por suposta lavagem de dinheiro tem contratos com a prefeitura de Maracanaú que chegam a soma de R$ 10.487.347,86 (dez milhões, quatrocentos e oitenta e sete mil, trezentos e quarenta e sete reais e oitenta e seis centavos). Os contratos envolve a prestação de serviços com aluguel de ônibus, Caminhões, máquinas e equipamentos as diversas secretarias, incluindo secretaria de infraestrutura, secretaria de governo e outras.


Vamos mostrar ano a ano a evolução dos contratos da SUED com a Prefeitura de Maracanaú. Veja abaixo:


2013


2014


2015


2016


2017


2018


2019


FONTE


quarta-feira, 11 de setembro de 2019

A SUED E O CONTRATO COM A SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA DE MARACANAÚ - PARTE I





A licitação 15.003/2017PPRP visando à contratação de empresa para prestação de serviços de locação de veículos tipo: ônibus, de interesse da Secretaria de Assistência Social e Cidadania do Município de Maracanaú-CE, tudo conforme especificações contidas no TERMO DE REFERENCIA constante dos Anexos do Edital.



O Valor estimado da licitação 15.003/2017PPRP é R$ 436.800,00 (quatrocentos e trinta e seis mil e oitocentos reais).



A Empresa vencedora foi a SUED, cujo CNPJ é 10.653.783/0001-66 e tem como sócio Midleton De Brito Saunders, a empresa possui capital social no valor de R$ 1.000.000,00 (Hum milhão de reais). O endereço da empresa é R PEDRO ALVES DA CUNHA,Nº 310, PQ Luzardo Viana - Maracanaú.




Até o momento já foram pagos pela licitação 15.003/2017PPRP , o valor de R$ 206.658,60 (duzentos e seis mil, seiscentos e cinquenta e oito reais e sessenta centavos) de um total estima de R$ 436.800,00 (quatrocentos e trinta e seis mil e oitocentos reais).




Amanhã novos contatos entre a SUED e a Prefeitura de Maracanaú que ultrapassa a casa dos 3.000.000,00 (três milhões de reais) anual.






terça-feira, 10 de setembro de 2019

QUAL SERÁ O FUTURO DO VEREADOR TALES DO ZUEIRA (PHS)?





QUEM SABE UMA SECRETARIA!

Desaprovadas as contas de campanha do vereador Tales do Zueira (PHS) pelo Juízo da 122ª eleitoral, o vereador recorreu ao Supremo Tribunal Eleitoral (STE).

A desaprovação das contas do vereador Tales do Zueira (PHS) refere-se ao DEPÓSITO IDENTIFICADO AO INVÉS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA, EM VALOR SIGNIFICATIVO ALÉM DO LIMITE. GASTOS COM COMBUSTÍVEIS INCOMPATÍVEIS COM VEÍCULO UTILIZADO. AUSÊNCIA DE COMPROVANTE DE PROPRIEDADE DE VEÍCULO. AUSÊNCIA DE TERMO DE CESSÃO OU LOCAÇÃO DE VEÍCULO. FALHAS QUE COMPROMETEM A CONFIABILIDADE DAS CONTAS. CONTAS DESAPROVADAS. SENTENÇA MANTIDA. RECURSO DESPROVIDO.

Várias foram as alegações do Tribunal Regional Eleitoral (TRECE) para desaprovação das contas do vereador Tales do Zueira, como em obediência ao princípio processual "nemo auditur propriam turpitudinem allegans", o candidato não pode se beneficiar da própria torpeza. Inteligência do art. 276, do CPC/2015.

Não satisfeito com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRECE), o vereador Tales do Zueira (PHS) requereu a reforma do acórdão recorrido para que esta Corte Superior aprove as contas apresentadas. interpondo, então, recurso especial (fls. 254-261), com suporte no art. 121, § 4º, I e II, da Constituição Federal e 276, I, a, do Código Eleitoral, no qual argumentou que as decisões do Tribunal a quo aplicaram de forma incorreta o Código Eleitoral, a Lei nº 9.096/1995 e a Res.-TSE nº 21.841/2004.

Diante das alegações expostas pelo vereador Tales do Zueira (PHS), a Corte Superior entendeu que há ausência de argumentos hábeis para modificar a decisão agravada, com base no art. 36, § 6º, do Regimento Interno do Tribunal Superior Eleitoral, negando o seguimento ao agravo...

Publique-se. Intimem-se.
Brasília, 3 de setembro de 2019.
Ministro Og Fernandes
Relator
Retirado da página 37 do Tribunal Superior Eleitoral - Páginas sem caderno

Secretaria Judiciária
Coordenadoria de Registros Partidários, Autuação e Distribuição




Secretaria Judiciária

Coordenadoria de Processamento - Seção de Processamento II

Decisão Monocrática

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 451-17.2016.6.06.0122 MARACANAÚ-CE 122ª Zona Eleitoral (MARACANAÚ)

AGRAVANTE: TALES ALVES SARAIVA

ADVOGADO: FRANCISCO MONTEIRO DA SILVA VIANA - OAB: 15287/CE

Ministro Og Fernandes

Protocolo: 7.237/2018

DECISÃO

Eleições 2016. Agravo. Prestação de contas. Vereador. Juízo de Admissibilidade. Usurpação de Competência. Não ocorrência. Ausência de fundamentação. Afastada. Razões recursais que não impugnam especificamente os fundamentos da decisão agravada, calcados na aplicação, à espécie, dos Enunciados nºs 24 e 27 da Súmula do TSE, bem como a ausência de demonstração do dissídio jurisprudencial, nos termos do Enunciado nºs 28 desta Corte e 291 do STF. Aplicação do Enunciado nº 26 da Súmula do TSE. Negado seguimento ao agravo.

Tales Alves Saraiva apresentou prestação de contas relativa à campanha eleitoral ao cargo de vereador nas eleições de 2016.

O Juízo da 122ª Zona Eleitoral julgou desaprovadas as contas, nos termos do art. 68, III, da Res.-TSE nº 23.463/2015, e determinou o encaminhamento de cópia dos autos ao Ministério Público Eleitoral de acordo com o art. 22 da Lei Complementar nº 64/1990.

Interposto recurso eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará negou-lhe provimento em acórdão assim ementado (fls. 201-202):

ELEIÇÕES 2016. PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CAMPANHA. CANDIDATO. VEREADOR. PRELIMINAR DE NULIDADE DA SENTENÇA. REJEITADA. JUNTADA DE DOCUMENTOS EM SEDE RECURSAL. IMPOSSIBILIDADE. PRECEDENTES. DEPÓSITO IDENTIFICADO AO INVÉS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA, EM VALOR SIGNIFICATIVO ALÉM DO LIMITE. GASTOS COM COMBUSTÍVEIS INCOMPATÍVEIS COM VEÍCULO UTILIZADO. AUSÊNCIA DE COMPROVANTE DE PROPRIEDADE DE VEÍCULO. AUSÊNCIA DE TERMO DE CESSÃO OU LOCAÇÃO DE VEÍCULO. FALHAS QUE COMPROMETEM A CONFIABILIDADE DAS CONTAS. CONTAS DESAPROVADAS. SENTENÇA MANTIDA. RECURSO DESPROVIDO.

1 - Preliminar. O Recorrente sustentou a nulidade da sentença em razão do contador de sua Coligação ter se manifestado quanto às irregularidades do Relatório Preliminar, ao invés de seu advogado constituído, oferecendo informações incompletas que levaram à desaprovação das contas.

2 - Em obediência ao princípio processual "nemo auditur propriam turpitudinem allegans", o candidato não pode se beneficiar da própria torpeza. Inteligência do art. 276, do CPC/2015.

3 - "Não é cabível a juntada de documentos em grau recursal da prestação de contas, quando a parte é intimada antes do julgamento para suprir a ausência da documentação e permanece inerte (AgR-REspe nº 195/RN, Rel. Min. Henrique Neves da Silva, DJe de 12.5.2014). (...)" (TSE, AgR-AgR-REspe 71380, Rel. Min. LUCIANA CHRISTINA GUIMARÃES LÓSSIO, DJE -14/08/2014, Pág. 110-111).

4 - Mérito. As contas de campanha apresentadas pelo candidato, ora recorrente, foram julgadas desaprovadas pelo Juízo Eleitoral a quo em razão de doação no valor de R$ 7.000,00 (sete mil reais) realizada por depósito bancário e despesas com combustível no valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais), incompatível com o veículo utilizado em campanha.

5 - No caso dos autos, é possível extrair que a doação que ensejou a rejeição das contas foi efetuada por Tales Alves Saraiva, de CPF nº 689.260.733-00, a qual totalizou o valor de R$ 7.000,00 (sete mil reais), por meio de depósito bancário realizado no dia 23/08/2016, conforme recibo eleitoral emitido pelo candidato, juntado à fl. 31, bem como extrato apresentado à fl. 32. Não obstante, apresenta-se irregular a arrecadação do recorrente, não só porque realizada por meio de depósito em dinheiro e não por transferência eletrônica, mas também porque o valor que extrapolou o limite é significativo, a saber R$ 5.935,90 (cinco mil, novecentos e trinta e cinco reais e noventa centavos).

6 - Em relação aos gastos com combustível, ocorre que o candidato não juntou, no tempo devido, o CRLV de seu veículo, de forma a demonstrar que é seu proprietário, bem como não apresentou o Termo de Cessão ou Locação de Veículo do Fiat Palio, o que compromete a confiabilidade e transparência das contas.

7 - Na espécie, resta impossibilitada a aplicação dos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade. Isso porque o total dos valores irregulares utilizados na campanha e que não atenderam as devidas formalidades não são insignificantes, totalizando 52,1% (cinquenta e dois por cento e um décimo) das despesas.

8 - Sentença mantida. Recurso desprovido.

Foram opostos embargos de declaração, os quais foram rejeitados.

Tales Alves Saraiva interpôs, então, recurso especial (fls. 254-261), com suporte no art. 121, § 4º, I e II, da Constituição Federal e 276, I, a, do Código Eleitoral, no qual argumentou que as decisões do Tribunal a quo aplicaram de forma incorreta o Código Eleitoral, a Lei nº 9.096/1995 e a Res.-TSE nº 21.841/2004.


Sustentou o desacerto da decisão recorrida quanto às irregularidades que motivaram a desaprovação das contas, pois os documentos acostados aos autos comprovam, no seu sentir, a regularidade e a observância das diretrizes legais.

Por fim, requereu a reforma do acórdão recorrido para que esta Corte Superior aprove as contas apresentadas.

Em exame prévio de admissibilidade, o presidente do TRE/CE inadmitiu o recurso especial em virtude da aplicabilidade dos Enunciados nºs 24 e 27 desta Casa, bem como pela ausência de demonstração do dissídio jurisprudencial, consoante requisita o Enunciado nº 28 desta Corte.

Sobreveio o presente agravo, em que a parte alega: (a) usurpação de competência pelo presidente do Tribunal a quo, na análise do juízo de admissibilidade; (b) ausência de fundamentação da decisão combatida; e (c) a demonstração, mediante recurso especial, de que o acórdão recorrido afrontou textos legais vigentes e contrariou diversos julgados deste Tribunal (fl. 268).

Dessa forma, requer o conhecimento do agravo para que o apelo nobre seja julgado por este Tribunal.

Sem contrarrazões.

A Procuradoria-Geral Eleitoral se manifestou pelo não conhecimento do agravo (fls. 276-278v.).

É o relatório. Passo a decidir.

O agravo é tempestivo (art. 279 do CE). A decisão recorrida foi publicada em 14.9.2018, sexta-feira (fl. 266v.), e o presente agravo foi interposto em 17.9.2018, segunda-feira (fl. 267), em petição subscrita por advogado constituído nos autos (fls. 74 e 141).

Inicialmente, verifico que não prospera a alegação de que a decisão agravada incorreu em indevida incursão no exame do mérito recursal e usurpou a competência deste Tribunal Superior.

A jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral é firme na linha de que o fato de o presidente do Tribunal a quo adentrar no mérito recursal na análise da admissibilidade do recurso não implica usurpação de competência desta Corte, que não está vinculada ao juízo de admissibilidade realizado na instância de origem (AgR-AI nº 633-93/MG, rel. Min. Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, julgado em 20.9.2018, DJe de 16.10.2018; REspe nº 80-52/SP, rel. Min. Rosa Weber, julgado em 15.5.2018, DJe de 20.11.2018).

No tocante à carência de fundamentação, igualmente sem razão o agravante, porquanto a decisão agravada com fundamentação expressa inadmitiu o recurso especial haja vista a aplicabilidade dos Enunciados nºs 24 e 27 do TSE; bem como a ausência de demonstração do dissídio jurisprudencial, consoante requisita o Enunciado nº 28 da Súmula do TSE.

No mais, verifica-se a inviabilidade do agravo. Isso porque o agravante não combateu especificamente os fundamentos da inadmissão do recurso especial, conforme exigido pelo art. 932, III, parte final, do Código de Processo Civil/2015, sendo insuficiente a alegação genérica de que foram cumpridos os requisitos legais para o processamento do apelo nobre.

A jurisprudência desta Corte já firmou o entendimento de que é ônus da parte agravante impugnar especificamente os fundamentos adotados pelo presidente do Tribunal a quo na inadmissão do recurso especial. Nesse sentido, cito, ilustrativamente, os seguintes precedentes: AgR-AI nº 315-49/RJ, rel. Min. Rosa Weber, julgado em 22.2.2018, DJe de 16.3.2018; AgR-AI nº 140-41/MG, rel. Min. Luiz Fux, julgado em 15.8.2017, DJe de 17.10.2017.

Desse modo, incide o óbice do Enunciado nº 26 da Súmula do TSE, segundo o qual é inadmissível o recurso que deixe de impugnar especificamente fundamento da decisão recorrida que seja, por si só, suficiente para a manutenção desta.

Ante o exposto e tendo em vista a ausência de argumentos hábeis para modificar a decisão agravada, com base no art. 36, § 6º, do Regimento Interno do Tribunal Superior Eleitoral, nego seguimento ao agravo.

Publique-se. Intimem-se.
Brasília, 3 de setembro de 2019.
Ministro Og Fernandes
Relator
Retirado da página 37 do Tribunal Superior Eleitoral - Páginas sem caderno

Secretaria Judiciária
Coordenadoria de Registros Partidários, Autuação e Distribuição
Agravo de Instrumento nº 451-17.2016.6.06.0122 (8)
Origem: MARACANAÚ-CE (122ª ZONA ELEITORAL - MARACANAÚ)
Relator: GERALDO OG NICEAS MARQUES FERNANDES
Tipo: Distribuição automática
AGRAVANTE: TALES ALVES SARAIVA
ADVOGADO: FRANCISCO MONTEIRO DA SILVA VIANA













quarta-feira, 4 de setembro de 2019

VEREADOR CAPITÃO MARTINS (PR) PERDE A EXCLUSIVIDADE NO PROJETO DE BEM COM A VIDA.




O vereador Capitão Martins (PR) acaba de perder a hegemonia sobre o Projeto de Bem com a Vida. Há década o Projeto vinha sendo tocado pelas mãos do edil, promovendo atividades físicas, recreativas, ocupacionais e oficinas de arte e cultura para munícipes em variadas faixas etárias, principalmente idosas (os), no centro integrado Agacil Camurça e nas praças em vários bairros da cidade.

Em 2019 a Prefeitura de Maracanaú lançou chamamento público (09.001/2019-CHP/2019), cujo objeto foi a seleção para escolha de organização da sociedade civil, sem fins lucrativos na área de esportes, para executar o Projeto de Bem com a Vida.

A entidade vencedora foi a Associação para o Bem Estar Social de Maracanaú | CPF/CNPJ: 15.014.650/0001-63 | objeto/lote: atividades esportivas, físicas, recreativas, ocupacionais e oficinas culturais para munícipes de diferentes faixas etárias, principalmente idosos, desenvolvidas diariamente no centro integrado de esporte e lazer Agacil Camurça. O valor que a associação receberá pela direção do projeto será R$ 312.000,00 (trezentos e doze mil reais).



A Associação para o Bem Estar Social de Maracanaú (ABESM) que antes funcionou na Rua Manoel Pereira, Nº 199, hoje se encontra instalada na Avenida I, Nº 57, Conjunto Carlos Jereissati – I , Torre Business Place I, Sala 220 Tem com presidente o senhor Pedro Ribeiro Vieira Junior.




RUA MANOEL PEREIRA Nº 199 - ANTIGO ENDEREÇO DA ABESM

NOVO ENDEREÇO DA ABESM- Avenida I, Nº 57, Conjunto Carlos Jereissati – I , Torre Business Place I, Sala 220

Será que aqueles que se tornaram vereadores pelas mãos do homem que comanda a política nos últimos anos em Maracanaú, acatarão as ordens do chefe e apoiarão Raphael Pessoa (MDB) na próxima disputa para o cargo majoritária na cidade onde as maracas tomavam de beber? Quem desafiar o poder branco, pode sofrer as mais diversas consequências.


domingo, 1 de setembro de 2019

EXTINTA OFICIALMENTE A AGÊNCIA DO INSS DA CIDADE DE PACATUBA




Depois de fechada a agência física do INSS do município de Pacatuba, os seus trabalhos foram encaminhados para a agência do INSS Maracanaú, mas governo do Bozo publicou no ultimo dia 08 de agosto de 2019, no Diário da União, a extinção total da agência do INSS de Pacatuba, que ainda funcionava virtualmente no posto do INSS de Maracanaú.

Através da resolução nº 694, de 8 de agosto de 2019, o Presidente do instituto nacional do seguro social - INSS, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto nº 9.746, de 8 de abril de 2019, e tendo em vista o que consta do Processo Administrativo nº 35000.002179/2019-32, resolve:

Art. 1º - Alterar a Rede de Atendimento das Superintendências-Regionais - SR, desativando as seguintes Agências da Previdência Social - APS:

VII - Pacatuba/CE, código 05.001.23.0, tipo "D";




FONTE

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

DEM: O GRUPO DA MORTE





O Partido Democrata conhecido pela abreviatura ‘DEM’ se configura com o grupo da morte. O Partido da base da gestão e tem como ícone principal o vereador Carlos Alberto (DEM), eterno presidente da Câmara Municipal de Maracanaú. Carlos Alberto foi o mais bem votado em 2012 e 2016,obtendo 3.346 votos e 3556 votos respectivamente.

Conjectura-se que o Irmão Raimundinho é o cara onde os ‘cabeças’ da gestão apostarão todas as fichas. Raimundinho é homem de confiança do Prefeito Firmo Camurça (PSDB). Irmão Raimundinho foi segurança do Prefeito Firmo Camurça (PSDB) por muito tempo e sempre entregou a mercadoria sem falta. É de plena confiança da gestão.

Para completar a lista, vem o Léo da Mucunã, aquele que desistiu de ser secretário de infraestrutura logo após a saída do Caê Pessoa e tem a Mucunã como curral eleitoral.

Sem perder a linha de raciocínio dentro da conjectura é provável que os eleitos deste grupo da morte sejam Carlos Alberto, Léo da Mucunã e Irmão Léo. Neste caso não prevemos a saída do atual presidente da câmara como vice na chapa majoritária.

Este grupo que conta com o apoio do empresário dos ônibus amarelos, ainda pode contar com mais um vereador que sairá da disputa entre os candidatos Ivonaldo, Helenita, Tales do Zueira e Adauto Parente.

Veja a votação de alguns candidatos que estão no grupo da morte nas últimas duas eleições:



2012

CARLOS ALBERTO (DEM) = 3.346 VOTOS

HELENITA (DEM): 2.677 VOTOS

ADAUTO PARENTE (DEM): 2.454 VOTOS

IVONALDO (DEM) = 1.089 VOTOS

TALES DO ZUEIRA (PSDC): 1.071 VOTOS

LÉO DA MUCUNÃ: NÃO CONCORREU

IRMÃO RAIMUNDINHO: NÃO CONCORREU

FONTE

2016:

CARLOS ALBERTO (DEM) = 3.556 VOTOS

HELENITA (DEM): 2.093 VOTOS

ADAUTO PARENTE (DEM): 1.657 VOTOS

IVONALDO (DEM) = 1.425 VOTOS

TALES DO ZUEIRA (PHS): 1.389 VOTOS

LEO DA MUCUNÃ: NÃO CONCORREU

IRMÃO RAIMUNDINHO; NÃO CONCORREU

FONTE






quinta-feira, 22 de agosto de 2019

ELES ABANDONARAM O POVO E HOJE PROMETEM DEFENDER OS ANIMAIS




Defendo políticas públicas para animais sim, mas sou contra políticos demagogos hipócritas!

Sem titulo eleitoral, mas com uma forte influência sobre os seus donos na hora de decidir em quem irão votar, os animais hoje são o grande foco de políticos hipócritas demagogos.

Todos querem tirar uma casquinha, ou melhor, um votinho que o despertar pelos animais pode contabilizar na hora da contagem dos votos. Muitos destes políticos sem escrúpulos nunca criaram qualquer tipo de animal, mas sabendo dos votos que pode render um animal, eles compraram animais e hoje postam fotos nas redes sociais ao lado do seu bichinho junto com a família. Querem passar para os eleitores que morrem de amor pelo seu filhote, mas nós sabemos que o objetivo é ganhar simpatizantes da causa animal para ajudar na eleição ou releição.

Não podemos esquecer que estes políticos são os mesmos que não conseguiram dar as pessoas uma saúde digna, e às vezes, até contribuíram para que o povo não a tivesse. Um exemplo são aqueles políticos que votaram pelo fechamento da emergência e urgência (SPA/SPI) do Hospital Municipal de Maracanaú Dr. João Elísio de Holanda.

Hipócritas demagogos prometem aos donos de animais o que eles não puderam dar ao povo: Prometem distribuição de remédios aos animaizinhos, mas nos postos de saúde não tem medicamentos para as pessoas; prometem hospital para os pobres animais, mas faz 16 aos que reformam um hospital e tantas outras coisas que eles prometem aos animais, que não puderam dar ao povo.

Nós sabemos que muitos desses políticos que hoje defendem os animais são os mesmos que votaram no destruidor do meio ambiente, que é favor da pesca predatória e a favor da liberação da caça aos animais silvestres.

Não desejos que estes políticos demagogos hipócritas enganem os animais irracionais que são muito mais fies que os homens. Estes políticos nos tem enganado por anos! Quero deixar que não tenho nada contra estes seres de luz (cães e gatos, etc), eles sempre nos passaram um carinho especial e não merecem ser manipulados por esses políticos escrotos.


A floresta está pegando fogo e não foi eu que ajudei a eleger este imbecil!


quarta-feira, 21 de agosto de 2019

CORTE, COBRE, MULTE E SALVE O MEIO AMBIENTE CAGANDO UM DIA SIM, OUTRO NÃO!




CORTE, QUEIME, DERRUBE, PRIVATIZE E SALVE O MEIO AMBIENTE CAGANDO UM DIA SIM, OUTRO NÃO!

Foram-se as árvores em troca de uma paisagem arbórea. O que antes era verde, agora teremos um ambiente de ferro e cores fortes com seus espelhos cegando nossos olhos e seus canos de escapamento envenenado nosso sangue.

A Prefeitura de Maracanaú derrubou ás árvores para construir estacionamento que em breve começará a funcionar cobrando taxas com valores diferentes, dependendo do local onde você resolver deixar o seu veículo.





A Prefeitura de Maracanaú terceiriza os espaços públicos para que se transforme em uma grande estacionamento, e se para que isso aconteça seja necessários derrubar uma dezena ou mais de árvores, esse não é o problema. O 'progresso' tem que vir, estas coitadas árvores e todo ambiente agradável que elas proporcionava a nós maracanauense fica em segundo plano.

Corte, queime, derrube e salve o ambiente cagando um dia sim, outro não!