Páginas

sábado, 14 de julho de 2018

OS NÚMEROS DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO BRASIL




No último dia 9 de março, a Lei 13.104/15 completou dois anos desde sua promulgação. Conhecida como a Lei do Feminicídio, ela torna o homicídio de mulheres em crime hediondo quando envolve violência doméstica e familiar, e menosprezo ou discriminação à condição de mulher. Essa alteração do art. 121 do Código Penal foi fundamental para dar a visibilidade ainda perdida nos registros oficiais.


Em 2015, 4.621 mulheres foram assassinadas no Brasil, o que corresponde a uma taxa de 4,5 mortes para cada 100 mil mulheres. Com base nesses dados do SIM não é possível, contudo, identificar que parcela corresponde às vítimas de feminicídios, uma vez que a base de dados não fornece essa informação.

Conforme apontado na Tabela 6.2, ainda que a taxa de homicídio de mulheres tenha crescido 7,5% entre 2005 e 2015, quando analisamos os anos mais recentes, verificamos uma melhora gradual, tendo este indicador diminuído 2,8%, entre 2010 e 2015, e sofrido uma queda de 5,3% apenas no último ano da série.


Seguindo o padrão de evolução dos homicídios em geral, pode-se observar na Tabela 6.2, que a variação na taxa de violência letal contra as mulheres segue diferentes direções entre as Unidades Federativas, tendo o estado de São Paulo obtido uma diminuição de 34,1% nesses 11 anos, ao passo que no outro extremo da tabela, se observou um incremento de 124,4% no mesmo indicador do Maranhão.


TABELA 6.2


Digno de nota também é o fato que apenas no último ano houve uma diminuição na taxa de homicídio de mulheres em 18 Unidades Federativas. Ainda nessa tabela, enquanto São Paulo, Santa Catarina e Distrito Federal possuíam em 2015 as menores taxas, Roraima, Goiás e Mato Grosso encabeçavam a lista dos estados com maior prevalência de homicídio contra mulheres.

É necessário destacar, no entanto, que estes dados guardam diferenças significativas se compararmos as mortes de mulheres negras e não negras. Enquanto a mortalidade de mulheres não negras teve uma redução de 7,4% entre 2005 e 2015, atingindo 3,1 mortes para cada 100 mil mulheres não negras – ou seja, abaixo da média nacional -, a mortalidade de mulheres negras observou um aumento de 22% no mesmo período, chegando à taxa de 5,2 mortes para cada 100 mil mulheres negras, acima da média nacional.

Os dados indicam ainda que, além da taxa de mortalidade de mulheres negras ter aumentado, cresceu também a proporção de mulheres negras entre o total de mulheres vítimas de mortes por agressão, passando de 54,8% em 2005 para 65,3% em 2015. Trocando em miúdos, 65,3% das mulheres assassinadas no Brasil no último ano eram negras, na evidência de que a combinação entre desigualdade de gênero e racismo é extremamente perversa e configura variável fundamental para compreendermos a violência letal contra a mulher no país.

As maiores taxas de letalidade entre mulheres negras foram verificadas no Espírito Santo (9,2), Goiás (8,7), Mato Grosso (8,4) e Rondônia (8,2). Apenas sete Unidades da Federação lograram redução na taxa de mortalidade de mulheres negras por homicídio entre 2005 e 2015, sendo eles: São Paulo (-41,3%); Rio de Janeiro (-32,7%); Pernambuco (- 25,8%); Paraná (-23,9%); Amapá (-20%); Roraima (-16,6%); e Mato Grosso do Sul (-4,6%).

Os dados apresentados revelam um quadro grave, e indicam também que muitas dessas mortes poderiam ter sido evitadas. Em inúmeros casos, até chegar a ser vítima de uma violência fatal, essa mulher é vítima de uma série de outras violências de gênero, como bem especifica a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06). A violência psicológica, patrimonial, física ou sexual, em um movimento de agravamento crescente, muitas vezes, antecede o desfecho fatal.

A ampliação e o aprimoramento da rede de atendimento à mulher são fundamentais não apenas para o melhor acompanhamento das vítimas, mas também pelo seu papel na prevenção da violência contra a mulher. Um ponto importante a ser enfatizado é a necessidade de que essa rede possa ser acessada pelo sistema de saúde e não apenas pelo sistema de justiça criminal. Muitas mulheres passam várias vezes pelo sistema de saúde antes de chegarem a uma delegacia ou a um juizado, e muitas nunca nem chegam.

Em 2016, na pesquisa “Visível e Invisível: a vitimização de mulheres no Brasil”, encomendada ao Datafolha pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com representatividade nacional, aferiu-se que 29% das mulheres brasileiras relataram ter sofrido algum tipo de violência segundo a pesquisa, sendo que apenas 11% dessas mulheres procuraram uma delegacia da mulher. A pesquisa também apontou que em 43% dos casos a agressão mais grave foi no domicílio.

Para que essa rede de atendimento funcione plenamente é necessário que ela consiga oferecer opções reais para que a mulher possa sair de um ciclo de violência. A Pesquisa de Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (PCSVDFMulher), realizada em 2016 pelo Instituto Maria da Penha-IMP em parceria com a Universidade Federal do Ceará e o Instituto para Estudos Avançados de Toulouse, na França, apresenta uma radiografia da violência de gênero no Nordeste brasileiro, que reforça a necessidade de se desenvolver ações e programas multisetoriais e multidisciplinares.

Somente com essa abordagem poderemos construir políticas públicas capazes de enfrentar a violência contra a mulher e promover uma ampla educação de gênero para que possamos, de fato, comemorar de forma permanente a redução do feminicídio.


TABELA 6.1 – NÚMERO DE HOMICÍDIO DE MULHERES – BRASIL 2005 A 2015

TABELA 6.2 – TAXA DE HOMICÍDIO DE MULHERES POR UNIDADE DE FEDERAÇÃO – BRASIL 2005 A 2015

TABELA 6.3 – TAXA DE HOMICÍDIO DE MULHERES NEGRAS POR UNIDADE DE FEDERAÇÃO – BRASIL 2005 A 2015

TABELA 6.4 – TAXA DE HOMICÍDIO DE MULHERES NÃO NEGRAS POR UNIDADE DE FEDERAÇÃO – BRASIL 2005 A 2015

FONTE: ATLAS DA VIOLÊNCIA IPEA












sexta-feira, 13 de julho de 2018

PROPOSTAS DE MANDATOS COLETIVO SE ESPALHAM PELO BRASIL E CHEGA A MARACANAÚ




A proposta exitosa de mandato coletivo lançada em Alto Paraíso de Goiás pela primeira vez em 2016 contagia grupos que pregam a renovação na política e buscam fugir do controle partidário.

Nas eleições de 2018 será lançada propostas de mandatos coletivos para os cargos de vereador, deputado estadual, deputado federal e senado, onde um grupo Conjunto 18 pessoas tem um projeto parecido. O coletivo trabalha para lançar candidatura coletiva ao Senado pela Rede ou pelo PSB. “Será um grupo de 18 pessoas. Uma delas terá o registro da Justiça Eleitoral, mas todas participarão”, afirmou o idealizador do coletivo, Cesar Santos.


Em Maracanaú Foi lançado ontem no espaço 'Frida's Café & Bristô' a proposta de mandato coletivo pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). A pré-candidata a Deputada Federal Raquel Vieira, Karen Araújo e Naíla Kélamy estão organizadas na proposta. No lançamento estavam presentes simpatizantes, lideranças do PSOL, movimentos sociais e pessoas da comunidade em geral.

Na proposta de mandato coletivo das meninas do PSOL será lançada três candidatas que formarão o mandato coletivo, mas somente o rosto da candidata Raquel Vieira aparecerá nas urnas eletrônica e nos registros oficiais como prevê a Lei. Mas o voto em Raquel Vieira representará a escolha também em Karen Araújo e Naíla Kélany.

O MANDATO COLETIVO:

É uma proposta onde vários candidatos pedem votos para um candidato. A modalidade é informal.

NÃO É OFICIAL

O mandato coletivo é exercido a partir de acordo informal entre o parlamentar eleito e o grupo que o apoia.

COMO FUNCIONA

O parlamentar se compromete a adotar posição sobre projetos de lei a partir da consulta aos demais “membros do mandato”.

OBJETIVO

Os defensores do modelo afirmam que a ideia é melhorar a democracia representativa e o diálogo com a sociedade.

RISCO

Por ser informal, não há obrigatoriedade de que o parlamentar eleito siga as orientações do grupo.


A PRIMEIRA EXPERIÊNCIA DO BRASIL


Na eleição de 2016, um grupo de cinco pessoas “foi eleito” para uma vaga de vereador na Cidade de Alto Paraíso de Goiás, cidade com pouco mais de 7.000 habitantes. Oficialmente, apenas um deles, o advogado João Yuji (Podemos, antigo PTN), estava inscrito como candidato na Justiça Eleitoral. Conquistada a cadeira na Câmara, Yuji garantiu que seu mandato seria exercido em conjunto com seus quatro amigos que trabalharam na campanha. O Nexo conversou com Ivan Anjo Diniz, um dos cinco membros do mandato coletivo em Alto Paraíso, para saber como ele define a experiência do primeiro ano de trabalho do grupo. Diniz afirmou que o grupo se reúne regularmente para discutir as questões da cidade e que não há hierarquia entre os membros do mandato. Ainda que Yuji seja o vereador oficial, as decisões são tomadas por consenso e, quando ele não é alcançado, por votação.


JÁ TRAMITA NA CÂMARA FEDERAL PROPOSTA QUE PODERÁ PERMITIR O MANDATO COLETIVO PARA PARLAMENTAR

Tramita na Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição 379/17, da deputada Renata Abreu (Pode-SP), que permite a existência de mandato coletivo para cargos do Legislativo (vereador, deputados estadual, distrital e federal e senador). A regulamentação do mandato – a ser compartilhado por mais de uma pessoa – será feita por lei.

A proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) quanto à sua admissibilidade. Se aprovada, será examinada por uma comissão especial criada exclusivamente para analisar o mérito da PEC. Depois, seguirá para votação em dois turnos no Plenário da Câmara.



segunda-feira, 9 de julho de 2018

MARACANAÚ: CONCURSADO EM PRIMEIRO LUGAR, BUSCA NA JUSTIÇA A GARANTIA DA SUA VAGA NO CARGO DE AGENTE DE SAÚDE COMUNITÁRIO.




Aprovado em primeiro lugar em concurso público para agente de saúde comunitário no bairro Alto Alegra II, busca na justiça a garantia da sua vaga. Será que ele precisaria recorrer a justiça se fosse filho de algum dos políticos do município?

Morador do Alto Alegre II aprovado em primeiro lugar em concurso público (EDITAL Nº 001/2015, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015 ) da Prefeitura Municipal de Maracanaú realizado em 2015 para o cargo de Agente Comunitário de saúde do Bairro Alto Alegre, e não foi chamado para assumir o cargo durante o prazo de validade do concurso, propôs MANDADO DE SEGURANÇA PREVENTIVO através do seu advogado legalmente constituído em face de provável ato coator da Prefeitura Municipal de MARACANAU, representada pelo Sr. Prefeito Municipal JOSÉ FIRMO CAMURÇA (autoridade coatora), com endereço na R. Um, 652 - Novo Maracanaú, Maracanaú - CE, 61939-160.












Sobre o prazo de validade do concurso público, vejamos abaixo o que diz o art. 37, inciso II da Constituição Federal:

“Art. 37. III - o prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período;”


Deste artigo podemos tirar algumas conclusões. A Administração é quem decide qual será o período de validação do concurso, que deve estar presente no edital. Não existe período mínimo (é raro, mas existem concursos com prazo de dois, três meses), mas possui um máximo de dois anos. Esse prazo é prorrogável por apenas uma vez e somente pelo mesmo período original; ou seja, a validade máxima de um certame é sempre de quatro anos. A prorrogação do prazo também é prerrogativa da Administração, de acordo com seus interesses.

A Prefeitura de Maracanaú através de decreto nº 3455 de junho de 2017 expressamente prorrogou a validade do concurso até fevereiro de 2019.



De acordo com o EDITAL Nº 001/2015, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015 - REGULAMENTO DO CONCURSO em análise, o PREFEITO MUNICIPAL DE MARACANAÚ, SR. JOSÉ FIRMO CAMURÇA NETO, é o responsável pelo certame que visa o provimento de cargos efetivos vagos do quadro de pessoal do Poder Executivo do Município de MARACANAÚ.

A Súmula 16 do STF diz que ADMINISTRATIVO - SERVIDOR PÚBLICO - CONCURSO - APROVAÇÃO DE CANDIDATO DENTRO DO NÚMERO DE VAGAS PREVISTAS EM EDITAL - DIREITO LÍQUIDO E CERTO À NOMEAÇÃO E À POSSE NO CARGO.
Sobre a Política Nacional de Atenção Básica:

Política Nacional de Atenção Básica É importante destacar que a Política Nacional de Atenção Básica, que estabelece diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), deixa claro que há uma limitação na quantidade de famílias que cada agente de saúde pode atender.

No edital do Concurso há a exigência de que o candidato identifique a área de atuação caso venha a ser aprovado. A região correspondente a futura atuação do autor como Agente Comunitário de Saúde é identificada como: AVISA IV - EQUIPE 44 - BAIRRO ALTO ALEGRE II. Nesta localidade existe uma grande quantidade de famílias, mais de duzentas, e conta com apenas um agente de saúde na região, mostrando assim a carência desse tipo de profissional nessa região.

Assim, percebe-se que o autor precisa ser chamado urgentemente para assumir seu mister sob pena de violação de diversos dispositivos constitucionais, as famílias ficarão desamparadas e haverá descontinuidade ou má prestação do Serviço Público de Saúde na região citada.

Pelo exposto, solicita-se que seja declarado em sentença que o autor tem o direito subjetivo de assumir o cargo público IMEDIATAMENTE, por ter sido aprovado em primeiro lugar, a fim de neutralizar, de imediato, eventual ato danoso e arbitrário da autoridade impetrada.


APROVADOS








sábado, 7 de julho de 2018

POPULAÇÃO FAZ MANGOFA NAS REDES SOCIAIS COM PREMIAÇÃO DE MELHORES PREFEITOS





A matéria no CEARANEWS com a manchete: 'Prefeito de Iguatu recebe prêmio exaltando sua gestão e população cai na gargalhada' , a matéria bem que poderia ser referente ao prefeito e vice-prefeito de Maracanaú homenageados no mesmo evento. Tal qual na cidade de Iguatu, a população de Maracanaú também questionou o prêmio recebido por Camurça(PSDB)/Roberto Pessoa (PSDB).












Agora, imagine vocês se a população de Maracanaú soubesse como foi dada esta escolha e que parâmetros foram usados! Os 35 'melhores prefeitos' da 31ª edição do prêmio foram escolhidos por uma comissão composta por 33 integrantes, entre jornalistas, juristas e municipalistas, além dos votos recebidos pela internet.

Veja abaixo os parâmetros utilizados e veremos que é mesmo para gargalhar:

Os gestores foram avaliados por critérios como: probidade administrativa, projetos viabilizados, indicadores sociais, obras realizadas, prestação de contas apresentadas, convênios de cooperação técnica, divulgação, tratamento ao funcionalismo, cumprimento de promessas, capacidade de captação de recursos e reconhecimento popular.

Em Maracanaú não foi diferente, a população também não perdoou o prefeito Firmo Camurça (PSDB), que posou em sua página ao lado do vice-prefeito Roberto Pessoa (PSDB) com o troféu de melhores prefeito do Ceará. Apenas os asseclas e alguns funcionários, que na maioria entraram pela janela no serviço, saíram em defesa de R/F.

Veja abaixo alguns dos cometários irônicos da população na postagem do Prefeito Firmo Camurça:


















ROSA DANTAS É EMPOSSADA PRESIDENTA DO PR MULHER DE MARACANAÚ




Em solenidade festiva que aconteceu no dia 02 de julho de 2018 na Câmara Municipal de Maracanaú, onde estiveram presentes a Deputada Federal Gorete Pereira (PR), o vereador Lucinildo Frota, pré-candidato a deputado Estadual e lideranças local, A Senhora Rosa Datas, que desenvolve um lindo trabalho social junto as comunidades da periferia de Maracanaú, assumiu a presidência do PR Mulher de Maracanaú.


Rosa Dantas estava bastante elegante, e em alguns momentos foi confundida com a sua linda filha Sabrina Dantas, ela se fazia acompanhar pelo seu esposo, o educador Evaldo Dantas e seus filhos.


Rosa Dantas fez um discurso magnifico. Exaltando a necessidade de políticas públicas para a juventude e sempre preocupada com a mulher e a criança maracanauense em situação de violência.

Dona de uma simpatia e de um grande carisma, Rosa Dantas empolgou a população presente, que na platéia exaltava seu nome.

O trabalho social de Rosa Dantas na periferia lhe rendeu conhecimento sobre a realidade de um povo pobre que vive em uma cidade rica.

A Presidenta do PR Mulher de Maracanaú, Rosa Dantas finalizou seu discurso citando um texto bíblico:

Quando o justo governa, o povo se alegra, e Deus está levantando homens e mulheres para fazer a diferença na cidade de Maracanaú. Homens e mulheres justos, porque uma cidade rica, ela tem que ter verdadeiramente um povo feliz: onde a educação funcione com qualidade; onde nossos professores sejam valorizados; onde os nossos jovens tenham oportunidade para o mercado de emprego; onde as mulheres possam trabalhar e ter creches para deixar seus filhos. Que tenha mais creches nesta cidade, porque muitas mãezinhas estão sem trabalhar, porque não tem onde deixar seus filhos, e muitas mãezinhas precisam hoje se qualificar. Eu juntamente com o meu Grande amor, Evaldo Dantas, nos propusemos a abrir a Escola Técnica de Maracanaú para fazer esta socialização com estas mãezinhas, e que els possam se qualificar para ter um trabalho digno e levar o sustento para suas famílias.

Emfim: as famílias maracanauenses possam viver felizes, e ter orgulho de morar em uma cidade em que o povo possar está em primeiro lugar!

Vejam abaixo o discurso da Presidenta do PR Mulher do Maracanaú:


sexta-feira, 6 de julho de 2018

LEMBRAI-VOS DA MULHER DE LÓ




Ninguém pode servir a dois deuses! Você pode ter dois cunhões, dois olhos, dois ouvidos, duas pernas, dois braços, dois rins.. você pode até servir a dois santos, mas você não pode servir a dois deuses.

Falseia na vida política quem sai de um grupo político representado por uma GESTÃO DO FRACASSO, mas a prefeitura continua dentro de si! Para que se venha servir ao povo, exige que se seja verdadeiro, se não o povo perceberá e não te seguirá. Você até poderá tentar ficar em paz com a GESTÃO DO FRACASSO e querer servir ao povo, mas isso não funcionará. A sua luta pelo povo tem que ser inteira para que ele possa acreditar em você.

Você pode gritar nas ruas que hoje está do lado do povo, ensaiar um discurso no plenário da Câmara municipal em defesa da sociedade, sentar no barzinho da esquina e tomar uma cachaça com os biriteiros do bairro, você pode até pensar que é povo, mas se você flertar com a GESTÃO DO FRACASSO, ou continuar desfrutando dos frutos da corrupção, tudo que você disser ou tentar fazer em defesa do povo soará sempre como falsidade. Você não pode querer dormir com o povo e pular a cerca com a GESTÃO DO FRACASSO!

Você continua sonhando com que, ou com quem? Você está disposto a servir ao povo, ou continuar apegado aos ganhos escuros da GESTÃO DO FRACASSO? O que te faz feliz? A emergência do hospital de Maracanaú funcionando na sua plenitude, ver a prosperidade deste povo pobre de uma cidade rica, trabalhar realmente para o povo, ou continuar com as 'vantagens ' que o poder lhe oferece?

Vou te lembrar da parábola do semeador e dos solos? Cada planta cresce um pouco mais e chega um pouco mais perto de conseguir. Aquela que parece boa por um bom tempo é a planta que cresce da semente lançada entre os espinheiros. Ela cresce por um tempo, mas depois é sufocada pelos enganos das riquezas e as preocupações da vida. Assim são muitos políticos promissores que se deixam levar pela facilidade de ganhar muito através de licitações fraudulentas, ou negociatas envolvendo verbas públicas.

Ninguém pode servir a dois senhores. Ficar ao lado do povo exige completa libertação da GESTÃO DO FRACASSO, sensibilidade as questões que faz o nosso povo sofrer, e que sempre são provocadas por políticas que só interessa a GESTÃO DO FRACASSO. Se você se acha capaz de servir ao povo verdadeiramente, reveja sabiamente sua decisão não seja a mulher de Ló!

Sabemos o quanto é difícil deixarmos uma zona de conforto e abrir mãos de determinados 'privilégios'. Mas se você escolheu servir ao povo desta cidade rica de uma gente miserável não pode se comportar como a mulher de Ló!

Venha para luta olhando para frente, tendo como única meta a valorização do povo maracanauense. Se continuar preso a GESTÃO DO FRACASSO não terá sucesso. Para servir ao povo você não pode ter a atitude da mulher de Ló!

A passagem bíblica Lucas 17:32 nos ensina que olhar par atrás e ter saudade do que vivemos. Então, para servir ao povo é necessário a libertação da GESTÃO DO FRACASSO.

Na passagem bíblica Gênesis 19:17. quando o senhor Jesus tira Ló e sua família de Sodoma, ele adverti claramente para que não olhem para trás:

Quando o Senhor tirou Ló e sua família de Sodoma, advertiu-lhes claramente a que não olhassem para trás:

“Havendo-os levado fora, disse um deles: Livra-te, salva a tua vida; não olhes para trás, nem pares em toda a campina; foge para o monte, para que não pereças”.Gênesis 19:17

Temos uma figura aqui. Sodoma e Gomorra figuram a GESTÃO DO FRACASSO envolvida em corrupção com cargos comissionados em seu organograma saindo pelo ladrão, onde a verba pública vem em primeiro lugar para servir ao rei e seus apadrinhados poíticos. GESTÃO que está próxima do seu fim, que há de ser julgada pelo povo. Mas o livramento de Ló e sua família figuram nossa salvação e livramento do juízo e condenação deste mundo. Mas para não ser julgado como pertencente a GESTÃO DO FRACASSO , não basta apenas sair geograficamente dela. É preciso que povo sinta que você realmente se libertou de um passado de trevas!

Tudo isso companheiro Eduardo Reis, mais conhecido como Cangaceiro, que é apresentador do programa 'Alô..Alô Maracanaú' na FM Maracanaú 89,7 para dizer que concordo plenamente com sua fala no programa do dia 04 de Julho de 2018: a mudança tem que ser real, e não ficção. Vejam a fala do Cangaceiro abaixo:














quinta-feira, 5 de julho de 2018

MARACANAÚ É CONSIDERADO DE RISCO EXTREMO PELO TCECE, E TODA FISCALIZAÇÃO EM VERBA DESTINADA A NOSSO MUNICÍPIO É POUCA!




Alguns políticos de Maracanaú reunidos no Palácio do Governo com o governador Camilo Santana postaram na tarde de hoje fotos em seus perfis nas redes sociais se gloriando da liberação de mais de 253 milhões para projetos de saneamento e abastecimento de água nos municípios do Ceará.

Uma parte destes recursos, mais da metade do total de R$ 253 milhões, que chega a R$ 130 milhões são destinados a investimento em Maracanaú, o que se for bem aplicado se transformará em mais saúde e dignidade para o povo maracanauense, mas não podemos esquecer que a nossa cidade é classificada pelo Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCECE) como de risco extremo

O município de Maracanaú na análise da Secretaria de Controle Externo do TCE que classificou os 184 entes do Estado em cinco níveis de risco: extremo, alto, médio, baixo e mínimo. Maracanaú e mais 53 municípios do Ceará estão na classificação de risco extremo em inspeções que envolvem a análise de orçamento, contabilidade, finanças e patrimônio, verificando, por exemplo, a comprovação da prestação de serviços, execução de obras públicas, despesas com pessoal e procedimentos de licitação. Por isso todo cuidado é pouco com verbas destinadas a Maracanaú!

Além de se gloriar nas rede sociais dos recursos que estão vindo para Maracanaú, os políticos locais deveriam dar o mesmo tratamento ao seu papel principal, que é a fiscalização destes recursos.

Não custa nada relembrar os R$ 54 milhões milhões desviados por uma organização criminosa instalada dentro da prefeitura de Maracanaú, que segundo o Ministério Público Estadual tinha os cabeças desta organização criminosa gerenciando todo esquema dentro de secretarias chaves da Prefeitura de Maracanaú. As duas células eram comandadas pelas seguintes pessoas: Na secretaria de Infraestrutura por onde vai passar os R$ 130 milhões destinado a Maracanaú, tinha Carlos Eduardo Bandeira de Mello como secretário, e na de finanças abrigava o segundo cabeça Cléber Cunha, que segundo o MPE comandava o grande esquema de corrupção em Maracanaú junto com o vice-prefeito de Firmo Camurça (PSDB), o carioca Carlos Bandeira..

Nem mesmo se tem noticia que a prefeitura de Maracanaú colocou os procuradores municipais no rasto do dinheiro surrupiado para tentar recuperar os R$ 54 milhões desviado por esta organização criminosa, e o vereadores que tem o poder de fiscalizar tudo isso, nunca se soube que qualquer um deles tenha tido interesse de saber que destino se deu a tanto dinheiro!

Se não for exercida uma fiscalização forte sobre todos esses recursos que estão chegando a Maracanaú em período de disputa eleitoral, corre o risco de boa parte destes recursos descer pelo cano da corrupção, e em uma manilha de diâmetro bem grande para que possa escoar com facilidade uma boa parte destes milhões!

Não podemos esquecer do empréstimo feito junto ao Bird!

Fiscalizar antes de tudo é dever deste vereadores, pena que o interesse não esteja presente, e uma boa parte deles nem sabe como fazer esta fiscalização.














VIANINHA: ROBERTO PESSOA É VICE PARA CONTROLAR O PREFEITO PAU-MANDADO




O homem que ficou calado por 6 (seis) anos resolveu falar. Vianinha ex-prefeito de Maracanaú sem papas na língua abri o verbo e dá nome aos bois na política maracanauense. No último dia 02 de julho de 2018 na solenidade de posse do diretório do Partido da Republica de Maracanaú, ele não poupou críticas à GESTÃO DO FRACASSO.

Para o ex-prefeito Vianinha é necessário limpar todos os políticos que estão fazendo mau uso do dinheiro público do povo de Maracanaú.

Segundo Vianinha, a Prefeitura de Maracanaú não é de nenhum prefeito, não é do capitão-mor (Roberto Pessoa (PSDB), nem da filha do capitão-mor, que ele (Roberto Pessoa) colocou como deputada estadual, nem dos dois sobrinhos que ele colocou como secretários, nem do genro Ézio Caracas , que também é secretário na prefeitura de Maracanaú.

Vianinha continua: Roberto Pessoa é vice-prefeito para poder controlar melhor o prefeito pau-mandado, e mais ainda, Roberto Pessoa (PSDB) já colocou o próximo pretenso sucessor do cargo executivo como vereador na câmara Municipal de Maracanaú.

Não tenho dúvidas, que quando o ex-prefeito Vianinha fala que Roberto Pessoa colocou o seu próximo pretensor sucessor da capitania hereditária na Câmara Municipal, ele está se referindo ao vereador Raphael Pessoa, ou alguém tem duvidas? (PMDB).

Raphael Pessoa (PMDB) sendo o candidato na linha de sucessão da capitania hereditária (Maracanaú), os três vereadores do Alto Clero permaneceram calados?

Veja no vídeo abaixo a fala do ex-prefeito Vianinha:






quarta-feira, 4 de julho de 2018

O EX-PREFEITO VIANINHA BOTOU PARA ESCATÍTAR




O ex-prefeito Antônio Correia Viana Filho (Vianinha), que em 1993 assumiu a prefeitura de Maracanaú, e renunciou no ano seguinte, botou para escatítar em cima do atual secretário de saúde veterinário de Maracanaú.

Na solenidade de posse do Diretório do Partido da República (PR) de Maracanaú, o ex-prefeito Vianinha meteu a ripa na GESTÃO DO FRACASSO, e criticou fortemente a escolha de um veterinário para cuidar da saúde da população de Maracanaú.

Segundo o ex-prefeito, para debochar da cara do povo maracanauense, a GESTÃO DO FRACASSO colocou para dirigir a Secretaria de Saúde de Maracanaú, para cuidar da saúde pública do povo, simplesmente um veterinário, pensando que o povo de Maracanaú é cavalo... é jumento ou é besta!

Vejamos baixo o que disse o ex-prefeito Vianinha:



terça-feira, 3 de julho de 2018

EMPOSSADO O NOVO DIRETÓRIO DO PARTIDO DA REPÚBLICA (PR) DE MARACANAÚ




Empossado o novo diretório do Partido da República (PR) de Maracanaú pela sua presidenta estadual, a Deputada Federal Gorete Pereira.

Na noite desta segunda-feira dia 02 de julho de 2018 foi empossada em Maracanaú o novo diretório do Partido da República de Maracanaú. A solenidade aconteceu no plenário da Câmara Municipal Wilson Camurça.

Ficou assim configurado o novo diretório do PR:

Presidente: Eudasio Alves (Eudasio do Paju)

Vice-Presidente: Lucinildo Frota

Presidenta do PR Mulher: Rosa Dantas

Primeiro Secretário: Lucinei Frota

Tesoureira: Diva Maria Brito

Presidente do PR Jovem: Caio Rennan de Sousa

Secretário de Formação: Flávio Belisário

Secretário de Articulação: Francisco Honório de Freitas

Secretário de Políticas Sociais: Kléber da Silva Ribeiro.